Home » competições » TF 25+ UEFA EURO U-17 2011 @ SÉRVIA

TF 25+ UEFA EURO U-17 2011 @ SÉRVIA

Logo_Eredivisie11

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Já está a decorrer a fase final do Campeonato da Europa Sub-17 2011 que este ano tem como palco a Sérvia e de onde vão sair as 6 selecções que irão representar o Velho Continente no Campeonato do Mundo Sub-17 México 2011.
Aqui ficam alguns nomes e jogadores a ter em conta, quer no que ainda falta disputar do Europeu, quer depois num eventual apuramento das respectivas Selecções para o Campeonato do Mundo numa lista/post que vai sendo actualizada/o – sempre que assim se justifique – ao longo do torneio.


#1 – PATRICK OLSEN

olsen
 
 Nome: Patrick Olsen
 Nacionalidade: Dinamarquesa
 Nascimento: 23-04-1994 (17 anos)
 Posição: Médio Defensivo/Centro/Box-to-Box
 Altura: 185 cm
 Clube: Brondby IF (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Patrick Olsen é o que se pode chamar de um nº8 moderno, competente nos dois momentos, visão e grande qualidade de passe, curto ou mais longo, sempre com intenção, percebe o momento de cobertura de espaços no jogo sem bola e sabe por norma daquilo que a equipa precisa quando está na sua posse.
Encolhe quando tem que encolher, estica quando tem que esticar, funcionando como elástico e dando dinâmica ao meio campo dinamarquês que de outra forma teria muita dificuldade em conseguir ser eficaz nas suas acções.
A sua maturidade exibicional atrai.
Os grandes jogadores são para aparecer nos grandes momentos e pelas indicações dadas na sua estreia deste Campeonato da Europa dá a sensação de que o Brondby é um clube «curto» de mais para continuar a evoluir e amadurecer o seu potencial.
 

Vídeo

#2 – VIKTOR FISCHER

fischer
 
 Nome: Viktor Fischer
 Nacionalidade: Dinamarquesa
 Nascimento: 09-06-1994 (16 anos)
 Posição: Médio Ofensivo Esquerdo/2º Avançado
 Altura: 180 cm
 Clube: Ajax (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Recentemente adquirido pelo Ajax ao Midtjylland em mais um ‘golpe’ de mercado júnior que revela a superioridade do Departamento de Prospecção do clube holandês, Fischer é um jogador que oferece versatilidade ao ataque, dinâmico, com qualidade técnica acima da média mesmo que ainda nem sempre a consiga materializar em eficácia e eficiência.
Rápido, vai no drible – nem sempre suficientemente consistente – mas a revelar pormenores que fazem dele um dos melhores projectos do futebol dinamarquês da actualidade. Quando tem a baliza na mira revela qualidade de execução.
Pode actuar por uma faixa, procurando depois as diagonais – principalmente da esquerda para dentro, fazendo uso do seu pé direito calibrado – ou nas costas dos homens mais avançados, funcionando como 10.
Trata-se de um jogador dentro do estilo de qualidade a que Christian Eriksen já habituou os adeptos holandeses.
Para acompanhar.
 

Vídeo

#3 – VOJNO JESIC

jesic1
 
 Nome: Vojno Jesic
 Nacionalidade: Sérvia/Alemã
 Nascimento: 04-03-1994 (17 anos)
 Posição: Extremo Direito/Esquerdo/Avançado
 Altura: – cm
 Clube: Colónia (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Numa selecção anfitriã que teve muito tempo para preparar a fase final do Campeonato da Europa – e que decepcionou -, portanto com muitas das suas armas escondidas, saltou logo à vista na estreia o talento de Vojno Jesic.
Um nº9 de potencial, fisicamente resistente, qualidade de remate, óptimo batedor de bolas paradas, destacou-se dos de mais por revelar intenção na maioria das suas acções, quer na forma como provoca os desequilíbrios quer depois quando procura a baliza.
Pertencente à formação do Colónia, Jesic é mais um dos talentos da escola Sérvia que merece atenção.
O seu pé direito não engana restando saber se conseguirá manter a preponderância do seu futebol agora que se aproxima a passagem para o plano profissional.
 

#4 – KARIM REKIK

rekik
 
 Nome: Karim Rekik
 Nacionalidade: Holandesa/Tunisina
 Nascimento: 02-12-1994 (16 anos)
 Posição: Defesa Central
 Altura: 186 cm
 Clube: Feyenoord (U-17)
 
 
 
Apontamentos: Um dos defesas centrais mais esclarecidos de todos os presentes na competição.
Fisicamente forte mas com agilidade, a demonstrar capacidade e velocidade na antecipação, sem complicar, competente no jogo aéreo, intrometendo-se nos primeiros momentos de saída, raramente perde posição com facilidade, abordando os lances de forma a não expor a sua equipa a riscos demasiados.
Obviamente que não se trata de um jogador feito e como tal com outro tipo de adversários pela frente a sua capacidade ainda pode deixar algo a desejar.
Dos quadros de formação do Feyenoord, Karim Rekik mostra aos 16 anos potencial que devidamente aproveitado podem fazer dele um jogador a ter em conta para o futuro da «laranja mecânica».
 

Vídeo

#5 – ANASS ACHAHBAR

achahbar
 
 Nome: Anass Achahbar
 Nacionalidade: Holandesa/Marroquina
 Nascimento: 13-01-1994 (17 anos)
 Posição: 2º Avançado/Avançado Centro
 Altura: 174 cm
 Clube: Feyenoord (U-17)
 
 
 
Apontamentos: Versatilidade, velocidade, sempre a fugir à marcação e a oferecer grande dinâmica ao sector ofensivo da equipa, ora por zonas centrais ora aparecendo um pouco mais descaído pelas faixas.
Com noção de baliza e repentismo na forma como ataca a bola, Anass Achahbar é outro dos projectos holandeses a fazer a sua formação nas escolas do Feyenoord, equipa que tem entre mãos mais um jogador de potencial para fazer progredir nos próximos tempos,incluído na sua equipa principal.
Vai para cima dos adversários e não receia o confronto, atrevido, peca apenas por nem sempre decidir da maneira mais eficaz as suas acções, algo que certamente a rodagem em palcos mais competitivos irá oferecer.
Se na Alemanha são descendentes ou jogadores de origem turca presentes nas suas bases, já na Holanda é de notar a presença predominantemente marroquina.Jogador interessante.
 

Vídeo

#6 – EMRE CAN

can
 
 Nome: Emre Can
 Nacionalidade: Turca/Alemã
 Nascimento: 12-01-1994 (17 anos)
 Posição: Médio Defensivo/Centro/Box-to-Box
 Altura: 184 cm
 Clube: Bayern Munique (U-19)
 
 
 
Apontamentos: O capitão, a postura serena com que assume as jogadas e o permitem discernir cada acção em que seja interveniente, fazem acreditar que a «Mannschaft» tem em Can mais um dos bons projectos – entre os muitos que foi revelando nestes últimos anos – de futuro.
Juntamente com Aycicek e Yesil é neles que a Alemanha deposita as esperanças de apuramento para o Mundial.
Actuando à frente da defesa, fisicamente resistente, oferecendo dimensão mas intrometendo-se nas fases de construção, com capacidade no passe, assume o meio campo e permite à equipa sair com qualidade em transição rápida ou ataque organizado.
Pode ser um 6 ou um 8 apresentando maturidade acima da média na maioria das suas acções.
É mais um dos infindáveis talentos das selecções alemães, com sangue turco, para acompanhar e seguir a sua evolução nos próximos tempos.
 

Vídeo

#7 – LUKAS ZIMA

zima
 
 Nome: Lukas Zima
 Nacionalidade: Checa
 Nascimento: 09-01-1994 (17 anos)
 Posição: Guarda-Redes
 Altura: 186 cm
 Clube: SK Slavia Praga (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Da boa escola de Guarda-Redes checa, Zima é mais um dos projectos a ter em conta.
Por pouco não se tornou o carrasco da eliminação germânica no Euro, defendeu tudo o que havia para defender – inclusivamente 2 penaltis – demonstrando sempre grande segurança, atenção, posicionamento e serenidade para nas saídas não comprometer e dar confiança à equipa
Dono de reflexos apurados, com estampa física elevada, cobrindo linhas de remate, um último obstáculo que conseguindo manter o seu equilíbrio emocional com o decorrer dos anos tem a nível técnico grandes hipóteses de vir a brilhar profissionalmente.
Pertence aos quadros de formação do Slavia Praga, um «mini Petr Cech» para seguir.
 

#8 – DANNY AMANKWAA

amankwaa
 
 Nome: Danny Amankwaa
 Nacionalidade: Dinamarquesa/Ganesa
 Nascimento: 30-01-1994 (17 anos)
 Posição: Extremo Direito/Esquerdo
 Altura: 176 cm
 Clube: FC Copenhaga (B)
 
 
 
Apontamentos: Iniciou o torneio como mera alternativa de banco, mas logo nos primeiros 17 minutos com a lesão infeliz de Lucas Andersen, foi proporcionada a sua estreia na competição.
Após algum nervosismo inicial foi assentando o seu jogo descaído sobre a direita do ataque, oferecendo dinâmica e capacidade de provocar desequilíbrios, nem sempre com a objectividade ideal mas a dar indícios de ter noção de baliza e de jogo colectivo, aparecendo em diagonal no apoio ao ataque.
Fisicamente resistente e com alguns recursos técnicos interessantes, revela potencial que devidamente explorado podem-no permitir aspirar a uma carreira por entre o elenco profissional do Copenhaga, clube ao qual pertence.
É mais um dos exemplos da cumplicidade e influência africana – também possui nacionalidade ganesa – presente nos quadros de formação dinamarquesa – possíveis dúvidas se a data de nascimento oficial corresponde à real.
 

#9 – FABIAN SCHNELLHARDT

schnellhardt
 
 Nome: Fabian Schnellhardt
 Nacionalidade: Alemã
 Nascimento: 12-01-1994 (17 anos)
 Posição: Médio Ofensivo Centro/Direito/Esquerdo
 Altura: 180 cm
 Clube: Colónia (U-17)
 
 
 
Apontamentos: Um dos valores da selecção alemã que tem vindo a ganhar consistência e preponderância na equipa com o decorrer do tempo.
É Fabian Schnellhardt, dono de um pé esquerdo de qualidade, apresenta dinâmica e versatilidade para durante o jogo aparecer em qualquer posição de apoio ofensivo.
Suficientemente rápido – vem sendo utilizado principalmente sobre a direita – mas fica a ideia que na esquerda ou em zonas mais centrais nas costas dos avançados, posição que procura várias vezes, tentando disfarçar o abaixamento de forma do Nº10, Aycicek, poderia ganhar maior visibilidade e apresentar outro tipo de argumentos.
Mesmo que por vezes dê a sensação de alguma inconsequência nas suas acções, Schnellhardt possui um bom remate de média-distância, consegue provocar desequilíbrios em lances de 1×1, tem visão e noção colectiva de jogo, sendo ainda um bom marcador de bolas paradas.
Mostra-se disponível nos dois momentos – com e sem bola – evidenciado já nesta idade interessante sentido de entreajuda.
Pertence aos quadros do formação do Colónia e é um dos grandes destaques do escalão Sub-17 do clube.
Se o seu potencial for devidamente entendido e trabalhado tem condições para nos próximos tempos conseguir um lugar ao sol por entre os profissionais.
A ver.
 

#10 – MAX CLAYTON

clayton
 
 Nome: Max Clayton
 Nacionalidade: Inglesa
 Nascimento: 09-08-1994 (16 anos)
 Posição: Médio Ofensivo/2º Avançado
 Altura: 180 cm
 Clube: Crewe Alexandra
 
 
 
Apontamentos: É outro dos projectos do Crewe Alexandra presente nas selecções jovens inglesas – juntamente com Nick Powell – revelando a qualidade colocada no projecto de formação do clube inglês.
Não foi utilizado neste torneio de forma regular e talvez seja dos convocados o que melhor se poderia encaixar no perfil de criativo(10), posição que ao longo dos anos tem sido um dos calcanhares de Aquiles da Selecção de Sua Majestade.
Max Clayton é um jogador tecnicamente competente, nem sempre incisivo e consistente – é verdade -, mas revela visão e facilidade em perceber as desmarcações dos companheiros, procurando linhas e espaços para meter a bola à disposição dos homens mais avançados – ou confundir-se como um deles -, dando alguma dinâmica e criatividade/virtuosismo à abordagem ofensiva da equipa.
Fica por saber que uso darão no futuro às virtudes do seu jogo, precisando primeiro que apostem no seu talento – a nível da Selecção Inglesa – de uma forma mais assertiva, já que no seu clube é visto como um dos melhores produtos saídos das suas escolas ao ponto de aos 16 anos já se ter estreado na League Two com a camisola da equipa principal.
A ver.
 

Vídeo


#11 – CHRISTIAN NORGAARD

norgaard
 
 Nome: Christian Norgaard
 Nacionalidade: Dinamarquesa
 Nascimento: 10-03-1994 (17 anos)
 Posição: Médio Centro/Ofensivo/Box-to-Box
 Altura: 185 cm
 Clube: Lyngby (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Norgaard é um jogador a precisar de ganhar maior «nervo» no seu jogo por forma a materializar de maneira mais eficaz e consistente toda a qualidade técnica do seu futebol.
Sobre o meio campo, preocupando sobretudo com a tarefa de fazer chegar jogo – com qualidade – aos homens da frente, alternando com Olsen nas tarefas de organização/construção, Norgaard revela capacidade de passe – embora a precisar de apurar os «timings» de soltar a bola – provocando desequilíbrios com relativa facilidade e levando sempre perigo nas aproximações às zonas de decisão.
Trabalhar o seu posicionamento sem bola também será vital para o seu crescimento enquanto jogador.por forma a ganhar maior importância em todo o jogo da equipa.
Consegue dar alguma dinâmica no miolo – por vezes ainda de forma excessivamente intermitente -, constituindo-se como um dos melhores valores desta selecção Sub-17 dos «Danish Dynamite».
Formado nas escolas do Lyngby é um jogador para acompanhar e ver como segue a sua evolução nos próximos tempos.
 

#12 – OKAN AYDIN

aydin
 
 Nome: Okan Aydin
 Nacionalidade: Turca/Alemã
 Nascimento: 08-05-1994 (17 anos)
 Posição: Extremo Esquerdo/Direito/2º Avançado
 Altura: 171 cm
 Clube: Bayer Leverkusen (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Companheiro de Samed Yesil nas escolas do Bayer Leverkusen, Aydin é um jogador versátil que tanto pode aparecer descaído numa das faixas ou em zonas mais centrais como uma espécie de 2º avançado, oferecendo dinâmica e mobilidade.
Muito rápido, aproveita o seu baixo centro de gravidade para ir no drible e sair embalado rumo às redes contrárias, mesmo que fisicamente fique a sensação de ainda ser excessivamente frágil.
O seu jogo aparenta já nesta idade alguma objectividade, sendo expectável que nos próximos tempos e com a natural progressão do seu futebol possa vir a ganhar outra importância e preponderância pelas selecções jovens germânicas.
Se tudo correr dentro da normalidade e Aydin continuar focado no objectivo de se vir a tornar profissional, pode estar aqui o parceiro ideal para brilhar ao lado de Yesil num futuro próximo ao serviço da equipa principal do Bayer Leverkusen.
Veremos.
 

Vídeo

#13 – KYLE EBECILIO

ebecilio
 
 Nome: Kyle Ebecilio
 Nacionalidade: Holandesa
 Nascimento: 17-02-1994 (17 anos)
 Posição: Médio Centro/Box-to-Box
 Altura: 182 cm
 Clube: Arsenal (Reservas)
 
 
 
Apontamentos: Das escolas do Feyenoord chegou à Academia do Arsenal no Verão passado.
Fisicamente resistente, bem ao estilo britânico, num tipo de jogo em que já é possível notar alguns traços de influência da sua – ainda curta – passagem por Inglaterra, Kyle Ebecilio foi determinante na estratégia da «laranja mecânica» ao longo de toda a competição.
Fazendo o papel de box-to-box, o irmão de Lorenzo Ebecilio, jogador do Ajax, destacou-se sobretudo pela eficácia das suas acções, exibindo desde já uma interessante percepção de equilíbrios, inteligente na ocupação de espaços, nunca se escondeu nas subidas da equipa, fazendo as aproximações com grande perigo e acabando inclusivamente por se tornar um dos melhores marcadores da prova em «exaequo» com Hope, Yesil e Vilhena.
Se tivermos em conta que estamos na presença de um jogador de cariz essencialmente defensivo, esse facto ganha ainda maior relevância, já que os golos de que foi autor surgiram em jogada corrida.
Talvez um dos maiores sinais de que a nível de maturidade competitiva Kyle está uns furos acima dos jogadores da sua geração.
A evoluir naquela que é apelidada como a maior Academia de talentos do mundo, resta saber se Ebecilio irá continuar a aproveitar uma oportunidade à qual apenas um grupo restrito de valores têm acesso.
 

Vídeo

#14 – TERENCE KONGOLO

kongolo
 
 Nome: Terence Kongolo
 Nacionalidade: Congolesa/Holandesa
 Nascimento: 14-02-1994 (17 anos)
 Posição: Defesa Central
 Altura: 183 cm
 Clube: Feyenoord (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Fez juntamente com Rekik a dupla de defesas mais eficaz da competição.
Com 1.83cm e 79kg, Kongolo tem presença, corajoso e suficientemente rápido, revela agilidade e tempos de corte para encarar sem receio os avançados contrários.
Mostrando-se sempre disponível e com espírito combativo, suficientemente competente no jogo aéreo, evidenciou interessante sentido posicional – ainda que por vezes demasiado precipitado – e acabou a prova como um dos ‘ossos’ mais duros de roer na «laranja mecânica».
Se a Holanda acabou como a defesa menos batida deste Euro-17 em muito se deve à competência revelada por Kongolo.
Mais um dos produtos da escola do Feyenoord que continua a revelar talentos não apenas em quantidade, mas sobretudo, com qualidade.
 

#15 – RIZA DURMISI

durmizi
 
 Nome: Riza Durmisi
 Nacionalidade: Dinamarquesa
 Nascimento: 08-01-1994 (17 anos)
 Posição: Defesa Lateral/Médio Esquerdo
 Altura: 172 cm
 Clube: Brondby IF (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Numa geração 94′ dinamarquesa que mostrou haverem razões para sorrir por parte dos «Danish Dynamite», Riza Durmisi evidenciou-se sobretudo pela postura combativa que manteve durante o torneio.
Dinâmico sobre a lateral esquerda, foram notórios alguns excessos normais nesta idade mas que ainda assim não retiram todos os aspectos positivos que demonstrou ao longo da competição.
Com agressividade positiva na abordagem aos duelos, não dando por perdida à partida qualquer disputa em que seja interveniente, conseguiu ser suficientemente competente a defender sem esquecer de oferecer profundidade ao lado esquerdo do ataque sempre que o jogo assim pedisse, aparecendo bem para criar superioridade e/ou fazer o cruzamento.
Pode actuar também como médio esquerdo onde consegue apresentar igualmente bons índices de rendimento.
Continuando a manter a atitude que define o seu jogo pode aspirar a uma carreira por entre a equipa profissional do Brondy, clube onde tem feito a sua formação.
 

#16 – FREDERIK HOLST

holst
 
 Nome: Frederik Holst
 Nacionalidade: Dinamarquesa
 Nascimento: 24-09-1994 (16 anos)
 Posição: Defesa Central/Direito/Médio Defensivo
 Altura: 177 cm
 Clube: Brondby IF (U-19)
 
 
 
Apontamentos: O capitão da Selecção Dinamarquesa, Frederik Holst,destaca-se sobretudo pela personalidade que confere ao eixo defensivo, sem entrar em pânico com facilidade, procurando resolver os problemas de forma prática, sem esquecer a voz para orientar os seus companheiros.
Fisicamente não é robusto – não seria de esperar outra coisa aos 16 anos – mas consegue ser suficientemente resistente, revelando igualmente velocidade de reacção e agilidade para ir no corte.
Suficientemente competente no jogo aéreo, faz uso do seu interessante sentido posicional para levar a melhor e afastar o perigo.
Ficaram boas sensações, dos quadros de formação do Brondby, resta agora saber se irá gerir o seu potencial e talento da forma mais conveniente. A maturidade dentro de campo, faz acreditar que sim.
 

#17 – YASSIN AYOUB

ayoub
 
 Nome: Yassin Ayoub
 Nacionalidade: Marroquina/Holandesa
 Nascimento: 06-03-1994 (17 anos)
 Posição: Médio Defensivo/Centro/Box-to-Box
 Altura: 174 cm
 Clube: FC Utrecht (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Outro dos exemplos de influência marroquina na Selecção Holandesa, Yassine Ayoub é um 8 que tem na qualidade de execução do seu pé esquerdo – parece que a bola cola – a grande virtude do seu jogo.
Precisa ganhar outro tipo de consistência e maior proactividade de maneira a materializar de forma mais incisiva e regular o potencial que evidencia.
Tem visão e qualidade no passe, quase que esconde a bola e apetece dizer-lhe para jogar sozinho tal a forma como a trata, mas quando o jogo vai para ritmos mais elevados denota-se alguma dificuldade em fazer uma adequada gestão e adaptar o seu futebol ao plano de jogo da equipa, isto é, precisa entender melhor os diferentes momentos e o que fazer em cada um deles – agressividade e intensidade com e sem bola.
Dos quadros de formação do Utrecht, pode ter um futuro risonho à sua frente assim consiga evoluir no ponto referido anteriormente.
Tempo não falta, sendo certo que a sua técnica merece ser complementada pelo jogo menos visível mas tão ou mais importante do que a primeira no chamado processo de profissionalização.
 

Vídeo

#18 – RAPHAEL CALVET

calvet
 
 Nome: Raphael Calvet
 Nacionalidade: Francesa
 Nascimento: 07-02-1994 (17 anos)
 Posição: Defesa Central
 Altura: 182 cm
 Clube: Auxerre (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Elegante e personalizado no centro da defesa francesa, capitão de equipa, Raphael Calvet mostrou ao longo da competição maturidade acima da média, revelando sentido posicional não perdendo a sua posição com facilidade.
Não é muito alto mas é suficientemente resistente(1.82cm,70kg), consegue ser competente no jogo aéreo em antecipação, rápido na abordagem aos lances, com capacidade no corte, sabe sair a jogar com critério e segurança sempre que o jogo assim o exija.
Sereno na maioria das suas acções, fica a ideia que com a margem de progressão que ainda tem pode estar aqui um jogador interessante para ser trabalhado pelos responsáveis do Auxerre, clube ao qual pertence e onde tem feito a sua formação.
 

#19 – ODISSEAS VLACHODIMOS

vlachodimos
 
 Nome: Odisseas Vlachodimos
 Nacionalidade: Grega/Alemã
 Nascimento: 26-04-1994 (17 anos)
 Posição: Guarda-Redes
 Altura: 190 cm
 Clube: Estugarda (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Da boa escola de Guarda-Redes alemã, Odisseas Vlachodimos é visto pelos responsáveis germânicos como mais um dos projectos a quem se augura um futuro interessante.
Neste Euro Sub-17 as coisas nem sempre correram bem, mas falo dele aqui precisamente por isso, pela capacidade que mostrou em não entrar em pânico depois de ter uma ou outra falha mais comprometedora.
Essa força e capacidade de superação será vital para que possa aspirar a uma carreira de maior ou menor sucesso por entre o elenco profissional.
Com agilidade e reflexos apurados, peca por ainda soltar algumas bolas desnecessárias, aspecto que deve continuar a trabalhar por forma a dar outro tipo de garantias na defesa das redes da «Mannschaft» .
Tem 1.90 cm e 74kg, representando o protótipo de «guarda-redes moderno».
Da formação do Estugarda e já sondado por clubes como o Arsenal possui igualmente nacionalidade grega.
Para ver se mantém a atitude.
 

#20 – LUBOS ADAMEC

adamec
 
 Nome: Lubos Adamec
 Nacionalidade: Checa
 Nascimento: 27-04-1994 (17 anos)
 Posição: Defesa Central
 Altura: 190 cm
 Clube: Juventus (Primavera)
 
 
 
Apontamentos: Destacou-se sobretudo pelo índice de rendimento que ofereceu ao sector recuado da sua selecção, personalizado, permitiu à República Checa apresentar solidez e eficácia no processo defensivo.
Fisicamente robusto, nem sempre consegue reagir de forma rápida a adversários mais repentistas – pouca agilidade – mas revela interessante poder de antecipação, por norma bem colocado e competente no jogo aéreo, Adamec constitui-se como um dos bons valores do futebol de base checo.
Pertence aos quadros de formação da Juventus, para ver como segue e para que lado tende a sua evolução.
 

Vídeo


#21 – HALLAM HOPE

hope
 
 Nome: Hallam Hope
 Nacionalidade: Inglesa/Trinidade e Tobago
 Nascimento: 17-03-1994 (17 anos)
 Posição: Avançado Centro
 Altura: 179 cm
 Clube: Everton FC (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Um nº9 interessante pela forma como consegue colocar pressão na linha defensiva adversária, com nervo e aguerrido, procura forçar erros e aproveitar espaços.
Num estilo mais fixo ou mais solto – mas sempre próximo do golo -, revela instinto e qualidade de execução para fazer balançar as redes contrárias, fisicamente resistente,consegue dar dinâmica interessante ao sector ofensivo, com sentido de oportunidade.
Mesmo que por vezes ainda seja algo precipitado na tomada de decisões remate/passe, é sem dúvida um projecto interessante e uma das maiores referências desta Selecção Sub-17 Inglesa.
Oriundo da reconhecida formação do Everton, para continuar a evoluir e acompanhar.
 

Vídeo

#22 – SÉBASTIEN HALLER

haller
 
 Nome: Sébastien Haller
 Nacionalidade: Francesa
 Nascimento: 22-06-1994 (16 anos)
 Posição: Avançado Centro
 Altura: 187 cm
 Clube: Auxerre (II)
 
 
 
Apontamentos: Um jogador essencialmente de área, fisicamente robusto (1.87cm,80kg), destaca-se pela capacidade de segurar bolas e pela forma como utiliza a sua envergadura para provocar espaços, apresentando depois interessante capacidade no seu aproveitamento.
É certo que no futuro o aspecto físico do seu futebol deixe de fazer tanta diferença relativamente aos seus adversários mas Haller deixa alguns pormenores interessantes, revela instinto e sentido de oportunidade, com a baliza na mira, fugaz na forma como procura executar, sem ser um jogador rápido.
Pertence às escolas do Auxerre, sendo provável que em idade de crescimento ainda ganhe maior dimensão, fica a dúvida se depois o seu futebol não se irá ressentir em demasia a nível de agilidade.
 

#23 – SVEN MENDE

mende
 
 Nome: Sven Mende
 Nacionalidade: Alemã
 Nascimento: 18-01-1994 (17 anos)
 Posição: Médio Defensivo/Centro
 Altura: 183 cm
 Clube: Estugarda (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Jogando à frente da defesa da Alemanha, foi um dos menos maus do sector mais recuado dos germânicos, com interessante noção de espaço para a idade, fisicamente resistente, não se escondeu e sempre que possível participou nas saídas, com visão e boa capacidade de passe.
Por vezes fica a sensação de querer decidir depressa de mais e acaba por cometer erros não forçados, aspecto do seu futebol que deve ser trabalhado e melhor gerido por forma a ganhar maiores índices de rendimento e eficácia no plano de jogo da equipa.
Das escolas do Estugarda é para acompanhar e ver como se comporta na transição para profissional.
 

#24 – MEMPHIS DEPAY

depay
 
 Nome: Memphis Depay
 Nacionalidade: Holandesa/Ganesa
 Nascimento: 13-02-1994 (17 anos)
 Posição: Extremo Esquerdo/Direito/2º Avançado
 Altura: 176 cm
 Clube: PSV (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Dinâmico sobre o lado direito da laranja mecânica, teve algumas dificuldades em assentar o seu jogo de forma consistente ao longo do torneio, acabando por se mostrar e aparecer de forma mais incisiva na final, altura em que a equipa mais precisava dele.
Tecnicamente dotado, com facilidade em ir e sair dos dribles sempre em velocidade, peca por nem sempre ter a objectividade ideal, ainda que seja um jogador que apresente já alguma noção de baliza e jogo colectivo, precisa decidir melhor o que fazer em certos momentos de maneira a ganhar ainda maior influência e importância na manobra ofensiva da equipa.
O seu estilo de jogo lembra o de Jeremain Lens, jogador que actualmente milita na equipa principal do PSV e onde Depay também não tardará em chegar, faltando depois saber a sua capacidade de resposta a tal desafio.
 

Vídeo

#25 – TONNY DE VILHENA

vilhena
 
 Nome: Tonny de Vilhena
 Nacionalidade: Holandesa/Cabo Verde
 Nascimento: 03-01-1995 (16 anos)
 Posição: Médio Centro/Ofensivo
 Altura: 175 cm
 Clube: Feyenoord (U-19)
 
 
 
Apontamentos: Surgiu no apoio ao ataque por zonas centrais, foi ganhando importância em toda a estratégia da equipa no decorrer da competição e acabou como um dos elementos mais influentes na manobra ofensiva da Selecção Holandesa.
Nascido em Cabo Verde mas com nacionalidade holandesa, Vilhena destaca-se por conseguir aliar técnica com velocidade, visão e capacidade no passe, oferecendo mobilidade e dinâmica ao sector ofensivo, procurando espaços e formas de quebrar as defensivas contrárias da forma mais prática e eficaz.
Não é por acaso o facto de ser um dos poucos jogadores da geração 95′ presentes no torneio, pertencente aos quadros de formação do Feyenoord, para continuar a seguir de perto a sua evolução.
 

Vídeo

Volvidos sensivelmente 2,5 anos;
 
Bola de Prata: Patrick Olsen (Inter de Milão Primavera); Vojno Jesic (FC Colónia B); Anass Achahbar (Feyenoord); Lukas Zima (Génova Primavera); Danny Amankwaa (FC Copenhaga); Fabian Schnellhardt (FC Colónia); Max Clayton (Crewe Alexandra); Christian Norgaard (Hamburgo B); Okan Aydin (Bayer Leverkusen B); Kyle Ebecilio (FC Twente); Terence Kongolo (Feyenoord); Riza Durmisi (Brondby IF); Frederik Holst (Brondby IF); Yassin Ayoub (FC Utecht); Raphael Calvet (AJ Auxerre); Odisseas Vlachodimos (Estugarda B); Hallam Hope (Everton FC Reservas); Sébastien Haller (AJ Auxerre).
 
Bola de Chumbo: Lubos Adamec (Slask Wroclaw); Sven Mende (Karslruher SC B).
 
Bola de Ouro: Viktor Fischer (Ajax); Karim Rekik (PSV – Emp: Manchester City); Emre Can (Bayer Leverkusen); Memphis Depay (PSV); Tonny de Vilhena (Feyenoord).

* Os artigos aqui colocados são acompanhados da respectiva data em que foram publicados no espaço onde estavam alojados e que entretanto foi apagado para dar lugar a este novo sítio.
 
** Não foi feita qualquer alteração à formatação e conteúdo original dos artigos, excepto, erros ortográficos e pontuação que o autor deste site confessa ter cometido por ignorância e/ou distracção aquando da elaboração e publicação dos mesmos, assim como, substituição das hiperligações de vídeo/imagem que entretanto ficaram obsoletas.
 
*** A veracidade dos factos supracitados pode ser verificada aqui.


Translate »